NOTÍCIAS


21May Arroz: Valores do casca seguem em alta

Arroz: Valores do casca seguem em alta

Apesar da maior produção interna, as vendas em baixos volumes têm dado o tom altista aos preços. Enquanto isso, a cada dia aumenta a dificuldade do repasse dos custos ao produto beneficiado, o que também está relacionado à concorrência entre empresas do Rio Grande do Sul. Há empresas dispostas a negociar com margens menores, enquanto outras tentam o repasse total dos custos. O Indicador ESALQ/Bolsa Brasileira de Mercadorias-BM&FBovespa (Rio Grande do Sul, 8% grãos inteiros) subiu 0,52% entre 13 e 20 de maio, fechando a R$ 36,45/sc de 50 kg na terça-feira, 20. Na parcial deste mês, o Indicador registra alta de 1,48%. Orizicultores se mantêm retraídos, disponibilizando os lotes do casca somente à medida que necessitam “fazer caixa”. Parte dos produtores tem a opção de vender outros produtos, como soja e gado, e/ou tem acesso aos recursos governamentais para custeio da safra, como EGF (Empréstimo do Governo Federal). Além disso, orizicultores estão atentos ao final da colheita e ao manejo da armazenagem e secagem do produto. Indústrias se queixam do fraco ritmo de venda de arroz beneficiado aos grandes centros consumidores. Com isso, beneficiadoras realizam compras de casca apenas para atender a demanda.

Fonte: CEPEA